Em meio ao calor e animação do verão, a 41ª Oficina de Música de Curitiba surge com uma oportunidade de explorar o universo sonoro. Com cursos que vão desde os segredos dos blocos de carnaval com os Garibaldis e Sacis, até a imersão nos ritmos latino-americanos com professores internacionais, esta edição deve transformar a cidade entre os dias 25 de janeiro e 4 de fevereiro.

Com mais de 450 vagas disponíveis, os participantes têm a chance de se inscrever em diversas áreas musicais, incluindo música antiga, erudita, MPB, música e tecnologia, além de explorar a musicalização infantojuvenil e a formação docente. As inscrições ficam abertas até esgotarem as vagas.

Os cursos de MPB se destacam com um vasto leque de 150 vagas, abrangendo cursos inclusivos, com aulas que ensinam desde a leitura de partituras em braile e exploram a linguagem da música de diferentes maneiras. Além disso, uma área sobre música latina também foi incorporada, fazendo a ligação com a música brasileira e professores internacionais.

O curador da área, João Egashira, compartilha sua visão sobre o período da Oficina, enfatizando a infinitude da música e a importância do estímulo proporcionado pelo evento. “A imersão de dez dias oferecida pela Oficina é uma dose de estímulo que reverbera ao longo do ano. Buscamos constantemente a excelência no corpo docente, introduzindo diferentes perspectivas para enriquecer ainda mais a experiência dos participantes.”

Ainda há opções imperdíveis, como o curso de Fundamentos de Discotecagem com DJ Jeff Bass, Ritmos Maranhenses para Bateria e Percussão com Fofo Black e um curso atual sobre as características de um bloco de carnaval com o famoso bloquinho curitibano Garibaldis e Sacis.

Música Latino-Americana

Explorando além das fronteiras, a Oficina de Música também oferece cinco cursos dedicados à riqueza musical latino-americana. Cumbia, Bolero, Landó, Bachata, Zamba, Chacarera, Tango, Candombe e outros ritmos latinos e hispano-americanos serão o foco dessas atividades.

João Egashira ressalta a importância de dialogar com outros países, enriquecendo a experiência musical. “A iniciativa retoma experiências anteriores e está em constante evolução. A troca com os países vizinhos é superimportante, enriquece demais. Mesmo que não haja uma consciência direta, nossa música dialoga com outros países, porém cada um tem a sua peculiaridade”, completou.

Destaque para os cursos ministrados pelo grupo argentino Sonaste Maneco, que abordarão a Canção Latino-Americana e a Oficina de Candombe, oferecendo uma imersão profunda na história, poesia e contextos desses ritmos vibrantes.

Parceria

A 41ª Oficina de Música de Curitiba é realizada pelo Instituto Curitiba de Arte e Cultura, Fundação Cultural de Curitiba e Prefeitura de Curitiba, com o apoio de várias instituições, incluindo Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), Centro Cultural Teatro Guaíra, Família Farinha, Escola de Música e Belas Artes do Paraná, Universidade Estadual do Paraná (Unespar), Universidade Federal do Paraná (UFPR) e o Teatro Regina Casillo.

Serviço

41ª Oficina de Música de Curitiba

De 25 de janeiro a 4 de fevereiro de 2024

Inscrições pelo site oficinademusica.org.br

Fonte: Prefeitura de Curitiba

By