Nesta segunda-feira (22/1) começou o curso de Preparo de Pizza da Secretaria Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (SMSAN), que acontece na Escola de Segurança Alimentar Casa Culpi, no bairro Butiatuvinha.

O curso gratuito tem duração de uma semana e integra a programação das Escolas de Segurança Alimentar e Nutricional de Curitiba, promovida pela Prefeitura de Curitiba. A aulas são ministradas das 8h30 às 11h30. Foram disponibilizadas 15 vagas à população.

O professor Luiz Amilton Kuheler, do Senac-PR, ensina técnicas de higiene pessoal, dos alimentos e do ambiente, além do desenvolvimento do preparo de massas, molhos e coberturas de pizzas.

A SMSAN também oferece neste mês de janeiro os cursos Boas Práticas para Serviços de Alimentação e Comida de Boteco, com 120 vagas no total.

Conhecimentos para o trabalho e para casa

Com os cursos nas Escolas de Segurança Alimentar, os alunos podem aplicar os conhecimentos tanto para trabalhar com gastronomia, quanto para cozinhar em casa, como explica Dirce Ribeiro, de 56 anos.

“É a minha primeira vez fazendo esses cursos, e mesmo já trabalhando com alimentos, há muitas coisas que eu não conhecia. Vou poder usar no trabalho e na minha casa, e até ensinar para outras pessoas. Todo mundo deveria aprender a higienizar a comida”, conta Dirce.

Já Josiane Horácia, de 57 anos, tem mais experiência com as aulas da SMSAN, tendo participado do curso de comidas natalinas, em dezembro, e agora decidiu participar de mais um.

“Essas aulas são muito boas, tanto que aprendi muito no outro curso. Não só aulas, mas o tratamento dos professores e dos funcionários também é muito legal”, relata Josiane.

As escolas

As Escolas de Segurança Alimentar e Nutricional fazem parte do programa Mesa Solidária, uma iniciativa conjunta da Secretaria de Segurança Alimentar e Nutricional (SMSAN), Fundação de Ação Social (FAS) e Secretaria Municipal de Defesa Social e Trânsito (SMDT). Essas escolas oferecem capacitação profissional ao combinar conhecimento teórico e prático, criando oportunidades de emprego e renda para os participantes.

São quatro unidades: a Escola de Segurança Alimentar Patrícia Casillo (Jardim Botânico/Centro); a Escola de Segurança Alimentar Dom Bosco (Campo do Santana); a Escola de Segurança Alimentar Vila Agrícola (Cajuru); e a Escola de Segurança Alimentar Casa Culpi (Butiatuvinha).

Essas instituições contam com o apoio de entidades como o Serviço Social do Comércio (Sesc) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), bem como outras instituições de ensino, para oferecer cursos e capacitações relacionados à alimentação, abrangendo diversas áreas culinárias.

Fonte: Prefeitura de Curitiba

By