O clima de Natal que toma conta da cidade também embarcou em um dos ônibus do Transporte Acesso – a linha oferecida pela Prefeitura para levar pessoas com deficiência de casa para os diferentes estabelecimentos de saúde e, de lá, de volta para casa. A iniciativa é da atendente Maria Izabel dos Santos e do motorista Renan Luiz Rodrigues, que tiveram autorização para pôr em prática a ideia de levar alegria aos adultos e crianças que sobem no veículo, algumas vezes por semana, para fazer tratamento de saúde.

Desde o fim do mês passado, o micro-ônibus dourado circula enfeitado com bolas de Natal coloridas penduradas no festão verde e branco, colocado sobre as duas fileiras de assentos, além de pequenas árvores de Natal e Papais Noéis colados nas janelas. O público percebe que algo está diferente já na entrada, quando são recebidos por Izabel usando um gorro estilizado do “Bom Velhinho”.

Alegria no trajeto

“Nossa ideia é levar alegria, uma emoção diferente pra essas pessoas, que fazem trajetos longos muitas vezes na semana e melhorar sua condição de saúde”, explica a atendente. “Foi muito bacana a empresa de ônibus e o Departamento da Pessoa Com Deficiência terem apoiado a nossa iniciativa. Estamos felizes de proporcionar essa sensação”, completa Renan.

Um dos nove veículos da frota, o ônibus da dupla transporta até 15 pessoas por dia. Entre eles estão os irmãos Lincoln e Vicente Leoplínio, de 5 anos e 3 anos de idade. Autistas, eles moram no Uberaba e há pouco mais de um ano saem de casa três vezes por semana para fazer psicoterapia, fonoaudiologia e terapia ocupacional. Vão acompanhados da mãe, Eliane, e da avó, Ivonete.

“É muito tempo fora de casa, entre deslocamento e terapia. Esse clima de Natal ajuda um pouco a esquecer essas horas longe de casa e das nossas coisas. O mais velho foi o que ficou mais contente”, conta Eliane. “A gente também volta a ter aquela emoção de criança”, observa Ivonete.

O ônibus circulará enfeitado até 22 de dezembro, quando começa o recesso de fim de ano. O transporte será retomado no dia 3 de janeiro, quando os enfeites já terão sido guardados para o próximo Natal.

Acesso

Cerca de 1.700 pessoas com deficiência que dependem da linha de ônibus Acesso para chegar aos aproximadamente 600 estabelecimentos de saúde espalhados pela cidade. Os veículos são tripulados por 28 motoristas e atendentes, como Renan e Izabel. Juntas, as equipes dos ônibus Acesso fazem cerca de 1.500 atendimentos por mês.

A fim de melhorar o atendimento prestado a adultos e crianças, todos passam por encontros de atualização promovidos na sede do Departamento dos Direitos da Pessoa Com Deficiência da Prefeitura.

Fonte: Prefeitura de Curitiba

By